11 de setembro de 2006

11 de setembro: onde você estava?


Museu de Arqueologia e Etnologia da USP. 10h. Aula de Arqueologia Americana. Tudo para um dia normal de um estudante em fim de graduação.

De repente, entra a professora euforica e um pouco assustada: "Aviões caíram em Nova York. Os Estados Unidos estão sofrendo um atentado terrorista sem precedentes!!!" Exagero é claro... Depois, às 13h, já no trabalho (Instituto de Estudos Brasileiros), encontrei a TV ligada (nunca isso acontecia) e todos ao redor dela. Então, vi as imagens dos aviões se chocando com as torres gêmeas.

O espanto era geral... Pensei até numa Terceira Guerra Mundial?!?! Tive medo com o que poderia acontecer com o mundo. A grande potência entraria em ação sem o menor pudor de mostrar a sua superioridade militar e de tratar o resto do planeta como um terreno baldio.

Não concordei com alguns colegas que se alegraram, fibraram com a tragédia. Eu só pensei nos mortos, americanos ou não, que não tinham absolutamente nada a ver com a atuação agressiva dos Estados Unidos no mundo...

Bom, esse acontecimento mudou a História. Mas ainda é cedo para compreendermos suas implicações. Deixe aqui suas lembranças sobre o 11 se setembro.

7 de setembro de 2006

História em Debate: Política

Hoje, com tantos escândalos, corrupção, CPIs fica difícil alguém se interessar por política. Quando assistimos ao Horário de Propaganda Gratuita e vemos aquelas criaturas bizarras que desejam chegar lá, ficamos ainda mais desiludidos.

Mas, Política é fundamental. Convido-os a realizarem um esforço para dissociar a política de governo ou de partidos e tentar aproximá-la de nossa experiência cotidiana. Será possível?

De qualquer forma, escreva aqui o que você pensa sobre este tema.

5 de setembro de 2006

Uma batalha memorável


No ano de 378 de nossa era, uma terrível batalha aconteceu. De um lado os visigodos. Do outro lado os romanos. Cenário do combate: a cidade de Andrinopla (atual Edirne, Turquia-foto).

Tudo começou quando os romanos passaram a explorar e a oprimir os visigodos que viviam na região da Mésia (atual Bulgária). Na verdade, os romanos romperam um acordo anterior que consistia em oferecer terras aos visigodos em troca de obediência às leis romanas.

Diante desta revolta, o imperador Valente resolveu atacá-los no dia 9 de agosto. Foi um desastre... todo o exército romano foi aniquilado, inclusive os generais.

Segundo o relato do historiador godo Jordanes que viveu na século VI os abusos e traições dos chefes romanos provocaram a revolta. O imperador Valente morreu nesta batalha de uma forma nada honrosa: "O próprio imperador ficou ferido e fugiu para uma herdade perto de Andrinopla. Os visigodos não sabendo que um imperador estava escondido numa tão pobre cabana, lançaram-lhe fogo (como é habitual proceder com um inimigo cruel), e assim ele foi queimado em esplendor real".

Alguns historiadores dizem que a Batalha de Andrinopla representou um avanço nas táticas de combate. A vitória dos visigodos foi assegurada por um ataque da cavalaria pelos flancos. Ou seja, foi o momento em que a cavalaria se sobrepôs à infantaria num campo de batalha. Até então, os cavalos não eram utilizados dessa forma pelos exércitos. Porém, esta é uma questão controvertida.

Andrinopla não foi a primeira derrota dos romanos. Porém, foi primeira grande humilhação ante os bárbaros.